Comissão de Segurança Pública inicia visita às Upps pelo Borel

1fotos

A Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) iniciou, nesta terça-feira (28/04), as visitas técnicas às unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). A UPP do Borel, na Tijuca, Zona Norte do Rio, foi a primeira a receber o colegiado. A presidente da comissão, deputada Martha Rocha (PSD), disse que um dos principais problemas da unidade é a hostilidade da população com os policias militares quando alguma prisão ou apreensão é realizada. A parlamentar ressaltou também a necessidade da construção de alojamentos e do aumento do efetivo policial na unidade – hoje, a UPP conta com 264 agentes, mas, informou Martha, são necessários 298.
“O quadro que encontramos aqui é bom, mas precisa ser aperfeiçoado. Completar o número de policiais destinado a essa unidade é importante. É uma região relativamente tranquila que tem de uma a duas ocorrências por dia, mas há uma hostilidade natural da população com os policias. Temos que lembrar que essa hostilidade faz parte da história do Borel. Para mudar essa situação, temos que incentivar os projetos sociais para aproximar os policiais da comunidade”, disse a parlamentar.
Segundo o comandante da UPP, capitão Douglas Ultramar, foram realizadas, em abril, sete prisões, sendo três por roubo, três por tráfico e uma por cumprimento de mandado de prisão. “O tráfico, infelizmente, ainda é uma realidade, de uma forma menos agressiva, mas é um fato”, declarou o capitão. Há cinco anos, a comunidade do Borel conta com uma UPP, que também abrange as comunidades da Chácara do Céu, Casa Branca e Morro do Cruz, atendendo 17 mil moradores. Para o comandante da unidade, a construção de bases permanentes é primordial. “Precisamos de uma infraestrutura que atenda minimamente os policias que residem no interior do Estado, com banheiros amplos e alojamentos adequados”, ressaltou Ultramar.
Integrante da comissão, o deputado Flávio Bolsonaro (PP) lembrou que, ano passado, a Alerj doou R$ 70 milhões para a Secretaria de Estado de Segurança Pública e esse valor deveria ser investido em melhorias nas UPPs. Bolsonaro frisou que a comissão já recebeu um relatório da Secretaria sobre a aplicação dos recursos, mas completou que o colegiado não ficou satisfeito com as informações e vai pedir um relatório mais detalhado. “A resposta da Secretaria não discriminou exatamente como foram realizados esses gastos. Já visitei algumas UPPs e não vi nenhuma melhoria em estrutura física ou na parte social. A comissão vai reforçar esse ofício para que haja uma prestação de contas discriminada de onde foi empregado esse dinheiro. As unidades estão muito necessitadas e as condições, longe de serem as ideais”, apontou Bolsonaro.
Na próxima semana, a comissão vai visitar a UPP da Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, na Zona Sul. A comunidade da Maré, na Zona Norte, também vai receber o colegiado, mas, segundo Martha Rocha, ainda sem data definida. Os deputados Zaqueu Teixeira (PT) e Bruno Dauaire (PR) também participaram da visita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>