Medidas para reduzir a criminalidade em Laranjeiras foram discutidas na Alerj

25062018_185026comseguranca_geral_LuisGustavo_25_06_18

Explosão de caixas eletrônicos, roubos de carros e assaltos ao comércio local. Atos de violência como estes, além dos crimes sofridos por moradores e visitantes em Laranjeiras, Zona Sul da capital, foram tema de audiência pública da Comissão de Segurança Pública na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) nesta segunda-feira (25/06). A presidente da comissão, deputada Martha Rocha (PDT), destacou, entre as medidas sugeridas para conter a criminalidade no bairro, a necessidade de melhoria no efetivo das polícias Civil e Militar, contando com reforço da 1º Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) nas ruas próximas ao Palácio da Guanabara. Outra questão debatida na audiência foi a dificuldade da polícia de atuar nos arredores dos túneis Santa Bárbara e Rebouças.

Um dos principais problemas tem sido o excesso de trabalho em relação ao número de policiais. A análise foi feita por Alexandre Braga, delegado titular da 9º Delegacia de Polícia (Catete). A unidade conta, segundo ele, com apenas 36 policiais, número insuficiente para a área. “Nós trabalhamos muito com os poucos recursos que dispomos”, disse. Além disso, a delegacia lida com condições inadequadas, de acordo com o policial, com problemas na fiação elétrica e com goteiras. A comissão prometeu acompanhar a solução destas questões. “Acompanhamos o que acontece no estado em relação à segurança pública”, afirmou o deputado Paulo Ramos (PDT), autor do requerimento que originou a audiência e membro da comissão.

A segurança no bairro já vem registrando melhora em alguns índices como a redução do número de roubos de carros no último mês. A afirmação foi feita pelo comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar (Botafogo), tenente-coronel Carlos Henrique Gonçalves. A unidade que cobre a região, segundo ele, recebeu mais viaturas e motos recentemente. “Nós estamos implementando novos tipos de serviços exclusivos para aquela região, além dos que já existiam”, afirmou o comandante que assumiu o cargo em abril.

Engajamento da comunidade

25062018_185105comseguranca_mrocha_LuisGustavo_25_06_18Laranjeiras conta com apoio total de seus moradores para solucionar os problemas locais. Entre as organizações que contribuem para melhorias está a Associação de Moradores e Amigos de Laranjeiras (AMAL), prestes a completar 40 anos. “A gente defende ampliar para o entorno o trabalho já realizado pelos policiais que tomam conta do Palácio Guanabara” defendeu o presidente da AMAL, Marcus Vinícius Seixas. “Por que eles não poderiam contribuir tomando conta dos arredores da sede do governo estadual?”, questionou.

A deputada Martha Rocha se disse impressionada com o engajamento dos moradores da região. “Poucas vezes vi um bairro tão organizado”, reparou. “A comunidade de Laranjeiras tem muito a nos ensinar.” O deputado federal Ricardo Maranhão (PSB), morador do bairro há 35 anos, também parabenizou a iniciativa da audiência. Além dele, marcaram presença os parlamentares Waldeck Carneiro (PT) e Eliomar Coelho (PSol).